• Porgrama + Feliz
  • Os nossos números

Voluntariado

Perfil do Voluntário

São sete os princípios básicos nos quais assenta o perfil do voluntário da Cruz Vermelha:

Participativo
Concretizado através das diferentes atividades e nos órgãos próprios da Instituição.

Comprometido
Com todos, em especial com os mais vulneráveis.

Capacitado/Formado
O voluntário deve ter uma formação específica para a atividade que desenvolve.

Motivado
Fundamental para a continuidade do Voluntariado, supõe uma especial atenção às expectativas e necessidades do voluntário, bem como um acompanhamento da sua ação.

Disponível
Para as tarefas que se propõe, bem como no tempo dado à formação e participação. Polivalente - a participação deve ser diversificada a nível do campo de ação, rentabilizando ao máximo os recursos.

Cooperativo
Ser capaz de trabalhar em equipa é fundamental para o desenvolvimento dos objetivos a que se propõe a Instituição.

Responsabilidades do Voluntário: Direitos e Deveres

Cada voluntário assume responsabilidades de acordo com a Sociedade Nacional da Cruz Vermelha ou do Crescente Vermelho para a qual escolheu trabalhar, e também de acordo com aqueles a quem oferece ajuda.

A relação do voluntário com a atividade que desenvolve na Cruz Vermelha implica:

Envolvimento pessoal

Assunção dos Princípios Fundamentais.

Prestação de serviços de forma não remunerada e desinteressada.

Liberdade para desenvolver uma atividade voluntária dentro do campo de atuação da Cruz Vermelha.

Participação na vida da comunidade para melhorar as condições de vida dos seus semelhantes.

Participação voluntária cooperante, tentando obter um maior nível de humanização da sociedade através da cooperação entre os diferentes atores e fatores sociais.

Direitos

Ser informado sobre os Princípios Fundamentais da Cruz Vermelha, o Código de Ética, a filosofia do Voluntariado Cruz Vermelha/Crescente Vermelho, as quatro Convenções de Genebra e os seus Protocolos Adicionais.

Conhecer os objetivos, estrutura e funcionamento da Instituição.

Receber informação sobre os objetivos, duração e lugar da atividade que vai realizar.

Receber formação inicial e contínua.

Aceder a uma tarefa específica e bem definida.

Realizar a ação voluntária de acordo com as suas capacidades, aptidões e interesses.

Respeitar o compromisso estabelecido com a Cruz Vermelha.

Ser reconhecido pelo trabalho que desenvolve com acreditação e certificação.

Participar nas decisões que dizem respeito ao seu trabalho.

Integrar uma apólice de seguros de acidentes pessoais.

Deveres

Agir de acordo com os Princípios Fundamentais do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e promover a sua difusão.

Familiarizar-se com o Código de Ética, os Princípios Fundamentais, a filosofia do Voluntariado Cruz Vermelha/Crescente Vermelho, as quatro Convenções de Genebra e os seus Protocolos Adicionais.

Em caso de dúvida sobre a posição da Cruz Vermelha ou Crescente Vermelho, pedir um conselho, antes de agir, à sua Sociedade Nacional.

Reconhecer e respeitar os direitos consignados nos Estatutos e Regulamentos da Instituição.

Desempenhar as missões sem qualquer discriminação quanto à nacionalidade, raça, sexo, opiniões políticas ou crenças religiosas.

Respeitar as regras relativas ao uso do emblema e impedir o seu abuso.

Preparar-se para as atividades e funções que lhe são confiadas.

Empenhar-se em oferecer um serviço da melhor qualidade possível.

Respeitar a dignidade individual e o desejo de discrição daqueles a quem presta apoio.

Promover a compreensão mútua e um bom funcionamento em equipa.

Responder às necessidades de outrem com humanidade e empatia

Ser capaz de transmitir a informação recebida ou o conhecimento adquirido, e avaliar o trabalho desenvolvido.

Participar ativamente na Instituição conforme estipulado nos seus Estatutos e Regulamentos.


Partilhar
Powered by jms multisite for joomla